Sinestesia da saudade


Amargam-se os anos
Tecidos de saudade
Tão guardados
Longe dos beijos de um amor
Ou dos abraços de um amigo
Longe ainda do carinho dos avós,
De um presentinho escondido,
Tão perto essa saudade
Daquilo que jaz longe fenecido.

Longe, ao sul da pátria,
Salga-me o peito o sal da saudade
Tão perto, ao sul do Estado,
Dói-me a saudade 
De quem parecia ser
E não foi de verdade.

Longe, oposto ao mar,
Saudade fria, saudade!
Com cor azul da liberdade,
Branca da igualdade
E fraternidade vermelha.
Fraternidade do beijo de irmão
Do abraço fraterno,
Saudade-Futebol,
Saudade-verde,
Saudade-violão.

E nos Alpes a saudade se fez poeta
Carregando no vermelho a alva cruz,
E dos passos de Jesus, fez-se a meta,
E a meta fez-se a caridade,
Fez-se o amor,
Fez-se a solidariedade,
Desfez-se a dor,
Desfez-se em uma lembrança de saudade
Saudade-poeta,
Saudade-escada,
Saudade-jornal,
Saudade una.

Levou o vento forte da Aruanda
A saudade pro norte da Irlanda
Ou para a Irlanda do Norte?
E lá a saudade se fez som,
A saudade se fez música,
Saudade-ritmo
Saudade-timbre
Saudade-tom.

Dorme a saudade num cantinho do coração
De uma terra esquecida de nome Riachão,
Doce como pirulito de feira,
Quentinha como o bolo das três,
Fresca como as laranjeiras,
Pacata como o terço das seis,
Saudade-vívida,
Saudade-terna,
Saudade-avita,
Saudade-eterna.



16 comentários:

Álvaro Matias disse...

Caramba, muito bom! Transmissão de sentimentos perfeita!

Anônimo disse...

Seeeu liiiindoo **--**

Amigo, você só faz sentir orgulho. Que poesia mais linda! Que saudade do seu abraço e de te ter e te ver por perto.

Vi Diogo, Helder e seus avós no poema. Já mostrou para os meninos? Eles vão ficar emocionados.

Carol

Anônimo disse...

Caramba, irmão, que poema lindo!
S
audade-escada, saudade-poema, saudade-jornal... *-*
SAUDADE-OBRIGADO!
Saudade-saudade!
Um abração!
Uno sempre e sempre!

Anônimo disse...

Caramba! Fantástico, Rafa! Adorei!! Você sempre caprichando nas palavras e mostrando o seu talento! *-*


Dani :))

Anônimo disse...

Pooooooowww

É pedir pra emocionar mesmo!

O verde pode não ser minha cor favorita, mas representa um dos meus sentimentos favoritos...

Muitas saudades traduzidas em belos versos. Carol, vi você também, vi todos nós, vi nossa amizade, vi Rafael imortalizando mais uma vez em palavras um sentimento já imortal em nossas almas.

:)

Dji

Anônimo disse...

To emocionadinio! Com o saudade-poeminia

Que bonito brow! Como você consegue fazer isso? Você tem o dom. Não tem como nao se ver nesse poema.

Helder

Anônimo disse...

Magnífico, meu amigo Rafael! Muito bom poema, adoro a maneira como você mexe com as palavras! Abraço e saudades!

Audi

Anônimo disse...

Doido...

Quem te conhece bem, sabe o que transmitiste.

Parabéns, irmão.

Miltinho

Anônimo disse...

Show de bola, como de se esperar. Sério mesmo. Ficou muito bom.

Tallis

Anônimo disse...

Caraaaaaaa! Viajei. Você ê muito perfeito. Me decifrou. Faltou palavra. Kkk bom demais

Jamilly

Italo Souza disse...

Rafas seu lindo!!

Meu sorriso veio de orelha a orelha, não por causa da saudade que sinto de todos, mas por poder lembrar daquele tempo bom onde toda semana batíamos ponto no "pousada verde"!
Inesquecível!!

Ítalo (sexta)

Liz Albuquerque disse...

Que lindo .. Sua sua amante-fã kkkk
Lindo Rafael *-----*

Liz Albuquerque disse...

Que lindo .. Sua sua amante-fã kkkk
Lindo Rafael *-----*

Anônimo disse...

Nossa rafa vc esta de parabéns!!!

Muito bom esse poema... Mas muito bom mesmo!!!

Eh carregado de muitos sentimentos, de bons sentimentos!!!

E eu gosto muito da maneira como vc escreve, da maneira como vc escolhe as palavras, da forma como vc brinca com elas...

Gosto muito da estruturação das estrofes...
Eh nítido o cuidado que vc tve para escolher onde pôr cada palavra.

E o mais interessante que eu acho eh que as vezes mesmo com poucas vc consegue dizer muitas coisas...

Vc consegue transmitir seus sentimentos de maneira fiel de tal forma que quem ler o poema sente-se um autor também.

Isaac

Marcelo Santos disse...

Que é isso velho!

Esse poema devia ser chamar "Como deixar um preto emocionado".

E que vontade de ter todos reunidos novamente. Lindo Rafa, simplesmente lindo!

Marcelo

Ayres Regina disse...

Ow Rafa, um dos mais belos poemas que vc fez! Chega me deixou de coração apertado de tanta saudade, parece música cantada lentamente no coração. Amei!!! *-*