A persistência da memória

O nome dele era Hora
E ele se achava o senhor do tempo.

Que pena!

Porque ela não dava para ele
Nem um segundo.

Relógio de nós dois

Por você,
Eu daria mais horas para o dia,
Porque só isso faria
Você mais perto de mim.

Delírio

Que coisa louca!
Toda vez que eu fecho os olhos
Vejo você.

Seus cabelos
Seu sorriso
Sua boca.

J.

Hoje, bebendo café
Uma surpresa quentinha.

As espuminhas formaram
A primeira letra do seu nome.

Temporal

Eu Sol.
Você nuvem.
Em seus dias de cinza,
Você cresce diante de mim.

E escondidinho, admiro sua chuva.

E só para te fazer sorrir
Num beijo roubado
Te deixo arco-íris.

Maria

Amar ia, ao mar ia
Amaria a Maria
Ah, amaria!
Ah, a Maria!

Consolo de um amigo fuso horário

Amanhã está sendo um dia lindo.