Mulher Exata


Ela adora me transtornar,
me beijar, me dar afeto,
me envolver com suas pernas
que em mim fazem um ângulo reto.

Suas pernas são longas, compridas
A soma dos quadrados de quaisquer catetos
Guardando aqueles quadris
de raio imensurável.

Vamos encontrar a fórmula, a solução
dessa equação amorosa de segundo grau,
que nem delta nem logaritmo
poderão achar o módulo dessa função.

Ó céus, conserva naquela mulher aquela base,
nos eleva à potência máxima,
e nos inclua, por definição,
num conjunto infinito.

A física dela... nem se fala!
O seu trabalho é incomparável,
Independente do atrito, pois nesse sistema
nossa tração e atração são sempre positivas.

Não deixe esse amor ser tangencial
e sim em força centrípeta constante,
em que sejas sempre atraída
pela nossa relação resultante.

Despreze tua resistência, mulher,
Deixando que as partículas opostas se atraiam
e que ângulos formem arcos
com deslocamento de 2π radianos.

Seu campo gravitacional me enlouquece,
Me tira do sério, me arrebata,
Dentre as mulheres que amei
Ela foi a mulher exata.

4 comentários:

Dunya disse...

essa é o melhor poema q vc fez.
e q foto de putaria é essa?
bjo
:P

Ramon disse...

kraiu... me surpriendiiii...
uma combinação perfeita da matematica e da fisica cum a beleza da mulher...
muito bom mermu...
flw vei... vow krer o seu livro hauhau

Stephanie disse...

Uhuuul!!
Ficou massa demais essa!!
E olhe ki eu n gosto d matematica kkkkk
Mas adoroooo fisica!!
Gostei mermu!!
A ki eu mais gosteei!!
N deixe esse amor ser tangencial!! massaaa!!
parabenss rafael!!
Uhuu!!
BjOo)
;**

Epa disse...

Rafael, MASSAAAAAAAAAAAA,

Mto bom msm . . . vc tem futuro . . .
Quero seu livro autografado viu? kuakuakuakuakuakuakuakua

Vlw . . .

P.S.: Vc podia fazer por um pouco de quimica tb . . . (vc sabe a minha queda por essa taum impolgante matéria).